Como compartilhar mensagens entre Windows e Linux

Um número cada vez maior de pessoas está usando mais de um sistema operacional. Linux é a melhor alternativa livre ao Windows, mas muitas pessoas sentem que não querem abandonar o Windows completamente. Este tutorial vai mostrá-lo como você pode compartilhar as caixas de mensagens locais entre dois sistemas operacionais que estão instalados em um mesmo computador.

Para isso, os seguintes passos devem ser seguidos:

  1. Crie um perfil no Windows
  2. Prepare o perfil no Windows
  3. Crie o perfil no Linux
  4. Copie o prefs.js do perfil do Windows para o Linux
  5. Modifique o arquivo prefs.js do Linux

1. Crie um perfil no Windows

O primeiro passo é criar um perfil novo do Thunderbird no Windows. Se você já tem um perfil com as caixas de mensagens que deseja compartilhar este passo pode ser ignorado, mas se um um perfil já existente estiver em uma partição NTFS  você deveria movê-lo. É importante que o perfil esteja em uma partição FAT32 pois o Linux normalmente não pode gravar em partições NTFS.

Digamos que você tenha uma unidade chamada C:, que é a partição FAT32. Inicie o Thunderbird com o Gerenciador de Perfil executando o comando thunderbird.exe -p. Crie um novo perfil chamado, por exemplo, MinhasMensagens e escolha C:\ como pasta de amarzenamento para este perfil. O perfil será então armazenado em algo semelhante a C:\MinhasMensagens\1a2b3c4d.slt.

A pasta 1a2b3c4d.slt mencionada acima é uma subpasta cujo nome é gerado aleatoriamente pelo Thunderbird por razões de segurança. Apenas para lembrar é possível remover esta subpasta extra mas isso é para um tutorial separado. Para simplificar assumiremos que esta para será usada.

2. Prepare o perfil no Windows

Agora é hora de configurar todas as contas de email que você quer compartilhar entre os sistemas operacionais. Caso você mova um perfil já existente em vez de criar este passo também pode ser ignorado. Assumindo que você criou o perfil no local especificado no passo 1, suas mensagens agora estarão armazenadas em C:\MinhasMensagens\1a2b3c4d.slt\Mail.

Caso suas pastas de mensagens ainda estejam vazias crie uma nova mensagem e escolha a opção Arquivo > Salvar para salvá-la na pasta Rascunhos. Isto lhe será útil depois para verificar que você tem acesso aos emails no Linux.

3. Crie o perfil no Linux

É hora de reiniciar o sistema para carregar o Linux. Assumiremos que você usou o caminho padrão para o perfil no Linux, que é ~/.thunderbird/default/1a2b3c4d.slt. Apenas inicie o Thunderbird e o perfil será criado. (Se você já tem um perfil neste caminho você pode apenas apagá-lo. NT: tenha certeza de que ao apagar não serão excluídas mensagens possivelmente armazenadas neste perfil). Cancele a janela Assistente de Perfil e feche o Thunderbird novamente.

4. Copie o prefs.js do perfil do Windows para o Linux

O resto deste tutorial assume que você tem uma partição FAT32 que contém seu perfil no Windows e que esteja montada em modo de leitura e gravação. Algumas distribuições Linux modernas já fazem isso automaticamente (por exemplo, Mandrake Linux) em caminhos como /mnt/win_c, /mnt/win_d ou algo semelhante. Outras distributions não lhe ajudam nesse sentido.  Neste tutorial a unidade C: do Windows está montada em /win/c.

Copie o arquivo /win/c/MinhasMensagens/1a2b3c4d.slt/prefs.js to ~/.thunderbird/default/1a2b3c4d.slt/prefs.js. Isto trará todas as configurações do perfil do Windows para o perfil no Linux.

5. Modifique o arquivo prefs.js do Linux

Agora é hora de fazer a mágica que torna tudo isto possível. Abra o arquivo ~/.thunderbird/default/1a2b3c4d.slt/prefs.js no editor de textos de sua preferência (por exemplo, gedit, kate) e procure as linhas que contêm "C:\MinhasMensagens". Estas linhas usam caminhos absolutos do Windows Windows que precisam ser atualizados. Veja um example destas linhas:

user_pref("mail.root.none", "C:\MinhasMensagens\1a2b3c4d.slt\Mail");
user_pref("mail.root.pop3", "C:\MinhasMensagens\1a2b3c4d.slt\Mail");
user_pref("mail.server.server1.directory", "C:\MinhasMensagens\1a2b3c4d.slt\Mail\pop.myisp.com");

Altere estas linhas para algo semelhante a :

user_pref("mail.root.none", "/win/c/MinhasMensagens/1a2b3c4d.slt/Mail");
user_pref("mail.root.pop3", "/win/c/MinhasMensagens/1a2b3c4d.slt/Mail");
user_pref("mail.server.server1.directory", "/win/c/MinhasMensagens/1a2b3c4d.slt/Mail/pop.myisp.com");

Finalmente, remova as linhas que contém o texto "[ProfD]". Estes são caminhos relativos que serão gerados automaticamente. Veja um exemplo das linhas que devem ser removidas:

user_pref("mail.root.none-rel", "[ProfD]Mail");
user_pref("mail.root.pop3-rel", "[ProfD]Mail");
user_pref("mail.server.server1.directory-rel", "[ProfD]Mail/pop.myisp.com");

É isto! Agora inicie o Linux e verifique se você pode acessar suas mensagens. Crie uma nova mensagem e salve-a e verifique se você pode acessá-la a partir do Windows.

© 2002-2003 David Tenser.


firefox firefox community website